FANDOM


Amavet era filho de Riannon e rei Goidemar de Teméria. Ele também é uma das três crianças conhecidas como os Trigêmeos de Houtborg.

Amavet nasceu enquanto sua mãe era mantida em cativeiro no castelo de Houtborg. Quando seu pai o resgatou junto a suas irmãs, Fiona (gêmea) e Adela (adotiva), ele começava a andar.

Ele morreu aos dezoito anos após ter um caso amoroso com a condessa Anna Kameny e ser assassinado pelos bandidos contratados pelo marido traído. Juntos, Amavet e a condessa, tiveram gêmeos; Muriel, conhecida mais tarde como a Bela Infame, e Crispim.

Dinastia Temeriana[1]

Na idade de 17 anos Amavet revelou seu gosto no envolvimento com mulheres casadas. A primeira foi a marquesa Tvilla de Vintre, dez anos mais velha que ele. O escândalo foi resolvido afastando a marquesa e seu marido para longe da corte e da capital. O rei Goidemar teve uma longa conversa com o filho sobre moral e o perigo de se envolver com mulheres casadas. Obediente, Amavet tornou a mirar sua afeição para as virgens e não casadas. Mas ele não demorou muito a se envolver em outro escândalos ao começar um caso amoroso com a jovem feiticeira Ilona Laux-Antille, pupila de Tissaia de Vries.

O príncipe da Teméria havia sido prometido para a filha do rei de Kaedwen, a princesa Deirdre. Mas o plano foi desfeito quando Ilona Laux-Antille, usando magia extremamente nociva, destruiu as esperanças de um casamento. Ilona foi punida sob prisão domiciliar em Aretusa e Amavet enviado para uma província distante para uma inspeção das tropas fronteiriças. Um dos comandantes era o conde Roger Kameny, marido da formosa Anna Kameny. Como é fácil de prever, o conde, furiosamente enciumado, percebeu que carrega chifres e contratou capangas para emboscar Amavet enquanto caçava. O assassinato ocorreu de uma forma muito cruel: o príncipe foi laçado, castrado e esfaqueado até a morte com a faca de Roger e os rohatynas dos bandidos.

Capturado e levado a julgamento, o conde reivindicou a antiga lei que autorizava o marido a duelar para defender sua honra. O assassinato traiçoeiro e cruel foi justificado por supostamente Amavet ter zombado e se recusado a um duelo. Rei Goidemar, entretanto, ficara tão enfurecido que usou de pressão sobre os juízes e o veredicto foi drasticamente grave. Pela primeira vez, em mais de cem anos, um aristocrata foi condenado a um castigo cruel: Roger Kameny e todos os seus capangas foram torturados e desmembrados por cavalos.

Este incidente agitou seriamente a nobreza temeriana - mesmo aqueles que condenaram o conde por assassinato levantaram gritos por tal tratamento a alguém intitulado nobre. Iniciou-se uma tentativa de rebelião que Goidemar violentamente reprimiu com a ajuda de uma intervenção estrangeira - o exército do rei Liam de Cidaris. O preço de ajuda foi mais tarde paga de forma dinástica - o viúvo Goidemar casou-se com Adda, a filha de Liam.

Amavet foi enterrado na cripta real de um antigo castelo de Vizima.


Monarcas Temerianos
historical Temerian coat of arms historical Temerian coat of arms for successors

previous Temerian coat of arms current Temerian coat of arms

DezmodGeddesGardicGoidemarCedricGriffinBienvenu La LouveMedellFoltest
Rainhas e Consortes
VinifridaVulpia de BruggeRiannonAdda de CidarisBerengaria ThyssenClarissa de ToussaintRagbard de EllanderHugo de RiviaSancia de Sodden
Outros membros da família real
Maria PulcheriaLeticia CharbonneauAmavetFionaAdda de TemériaAdda, a Branca

Notas & Referências

  1. Informações retirada do antigo site de Andrzej Sapkowski: Genealogia de Ciri.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.