Wiki The Witcher
Advertisement

As aracnas, também conhecidas como tarântulos ou até aranhas-caranguejo (do polaco krabopająk), são grandes insectoides venenosos que se assemelham em aparência a um crustáceo sem carapaça e podem atingir facilmente o tamanho de um cachorro comum.

Livros de Andrzej Sapkowski

Suas espécies diferem em forma e comportamento dependendo do ambiente em que vivem. Habitam primariamente desertos ou terrenos pantanosos, mas também podem ser encontrados em cavernas e minas abandonadas.

A principal tática de caça dessas criaturas é permanecer ocultas até a chegada de sua presa e, então, realizar uma emboscada. A variedade do deserto se esconde bem na areia graças à sua viscosidade e semitransparência, enquanto as que vivem em Ysgith usam como camuflagem um apêndice em formato de orquídea.

Citações

Big Quote Left.png
Passou a olhar com mais cuidado por onde pisava, parecendo enxergar no caminho as imagens que vira nos livros em Kaer Morhen: o escorpião-gigante, a escarlata, a quimera, o anão, a lâmia, o tarântulo, todos eles monstros que viviam nos desertos.
Big Quote Right.png
Tempo do Desprezo
Big Quote Left.png
[...] pois em Ysgith algumas orquídeas parecem flores, mas na verdade são aranhas-caranguejo venenosas.
Big Quote Right.png
Batismo de Fogo

Jogo de Imaginação


Krabopajak wiedzmin.png

Caranguejeira


Uma prima próxima do escorpião, só que muito maior (às vezes chega ao tamanho de um cachorro comum). Ela vive no deserto e parece um enorme caranguejo sem carapaça com corpo gosmento e semitransparente. Algumas variedades podem se disfarçar de plantas, como orquídeas, para atrair presas.

ᅟ A caranguejeira ataca seus oponentes com suas garras em forma de pinça e suas quelíceras. Essas quelíceras secretam um veneno potente que só pode ser neutralizado apropriadamente com uso de magia.

The Witcher 2: Assassins of Kings

A aracna é facilmente despachada com uma espada de prata, ela deixa cair alguns reagentes, incluindo os olhos e carapaças de aracna. Os olhos são usados ​​para restaurar o poder do amuleto na missão Melitele's Heart "Coração de Melitele".

No caminho de Roche, uma segunda aracna é encontrada no final de uma ravina a nordeste do acampamento Kaedweni, perto de uma única conífera morta. Há uma terceira aracna em uma ravina guardando as Luvas do Mago, este é acessível a ambos os caminhos.

No caminho de Iorveth, uma aracna é encontrada na caverna na trilha para Loc Muinne.

No Capítulo 2, o nível de Geralt já deve ser alto o bastante para que as aracnas não deem mais XP quando mortas.

Registro no Diário

Os aracnídeos são caçadores solitários; eles esperam pacientemente por sua presa para que possam matá-la com um único golpe rápido quando ela aparecer. O mesmo vale para a aracna, uma enorme criatura que se afeiçoou à floresta aluvial, tornando-se sua governante incontestável. Tão soberana que não tolera nenhum outro caçador em seu território, nem mesmo um bruxo.
As aracnas são grandes, lentas e protegidas por uma armadura resistente. A carapaça, como os bruxos chamam essa armadura, é especialmente reforçada na parte da frente, por isso é muito mais fácil ferir a criatura pelo flanco ou pelas costas. As investidas da aracna são excelentes oportunidades para isso - é preciso desviar-se da investida a todo custo, saindo do caminho da fera e, em seguida, desferir o golpe. Sem dúvidas, então, o melhor é usar o estilo de ataques fortes.
A aracna não tem medo nenhum de veneno, e também não liga muito para o fogo. Seu sistema nervoso primitivo mal reage a feridas, e sua vitalidade impressionante permite que ela resista até mesmo a feridas severas. A fera se regenerará depois da luta de qualquer maneira, enquanto aproveita para digerir sua presa.
No fim das contas, a aracna é um inseto, então sua lâmina deve ser revestida com o óleo de insectoide antes de combatê-la. A vulnerabilidade do monstro a esse revestimento da lâmina é provavelmente sua única fraqueza. A fera pode facilmente ignorar outros truques de um bruxo, então venenos comuns e Sinais são inúteis, sem mencionar uma tentativa de derrubar esse colosso.

Galeria


The Witcher 3: Wild Hunt

Registro no Bestiário

N’arache aen woed endicen [Deixe que as aracnas adormecidas durmam].
– provérbio élfico

Pinças poderosas, uma mandíbula cheia de dentes afiados e glândulas produtoras de veneno cheias de toxinas letais constituem o arsenal assassino das aracnas. Já que pessoas e animais do campo são maior parte da dieta dessas criaturas, contratos de caça de aracnas são uma parte importante da renda dos bruxos.
Originalmente nativas do sul, essa espécie invasora migrou para o norte ao longo de décadas, ajustando-se aos novos climas e temperaturas. Descobriram florestas úmidas e pântanos e fizeram deles o seu lar, usando a lama e os musgos como cobertas durante a sua hibernação. As aracnas escondem os seus abdomens desprotegidos sob uma camada de troncos ocos de árvores nas costas.

À primeira vista, uma aracna parada pode parecer parte da mata da floresta – fato que elas usam como uma vantagem letal ao caçarem. Elas normalmente começam cuspindo veneno, depois tentam pegar a sua presa com os seus membros para arrastá-las até o alcance das suas pinças esmagadoras.

Táticas de Combate

A aracna bate forte e seus ataques são carregados de veneno. Se o jogador tentar fugir ou manter distância dessa aranha gigante, ela responderá disparando um fluxo de teia pegajosa que prende Geralt no lugar por alguns segundos, permitindo que a criatura avance. Espancar cegamente a aracna pela frente é imprudente pois ela se cobrirá com suas pinças para mitigar o dano e abrirá uma brecha para contra-atacar com um golpe cruel capaz de derrubar Geralt.

Graças ao seu tamanho, Aard é incapaz de derrubar essa criatura, não importa quão alta seja a intensidade do Sinal. No entanto, os outros Sinais são bem eficazes; Igni pode incendiar a aracna, permitindo que o jogador desfira 1-2 golpes fortes, Quen anula o dano de um ataque, Yrden diminui a velocidade do monstro para facilitar o flanqueamento e Axii mantém a aracna adormecida por tempo suficiente para entrar em posição e golpear a sua parte de trás menos protegida.

A aracna quitinosa e a aracna venenosa podem ser combatidas usando as mesmas estratégias e táticas que as aracnas normais, a única diferença é que a primeira requer mais golpes para ser derrubada, enquanto a última torna necessário o uso da poção Papa-figo Dourado para neutralizar seu veneno potente.

Cartas de Gwent

GWENT: The Witcher Card Game

Gwent cardart monsters arachas drone.jpg Aracna Macho (Ficha) Feiura é como a natureza diz: fica longe.
Facção:
Expansão:
Raridade:
Tipo:
Rótulos:
Artista:
Monstros
Conjunto Básico
Comum
Unidade
Insectoide, Ficha
Marek Madej

Força: 1
Defesa: -
Provisão: -

Condenado.

Condenado: status que remove a unidade do jogo quando ela deixa o campo de batalha.
Gwent cardart monsters arachas behemoth.png
Aracna Gigante Um cruzamento entre um caranguejo, uma aranha... e uma montanha.
Gwent cardart monsters arachas queen.png
Aracna Rainha Seus filhos herdaram sua beleza.
Gwent cardart monsters armored arachas.jpg
Aracnas de Armadura Ela é capaz de cortar metal de mais de um centímetro como se fosse tecido.

Gwent: Art of the Witcher Card Game

Esta espécie consegue combinar os aspectos mais hediondos das aranhas e dos caranguejos, e deixar o inteiro ainda mais repulsivo do que soma das partes. Numa triste manifestação da capacidade sem limites que a natureza possui para uma feiura inteligente, resulta esta criatura maljeitosa, verrugosa e espinhosa que se mistura incrivelmente bem com seus arredores.
Big Quote Left.png
Sapkowski descreveu as aracnas com um apêndice em formato de orquídea cujas cores vibrantes e aparência exótica direcionam o olhar para longe das partes mais ameaçadoras de sua anatomia. Na ilustração de Marek, a falsa flor encanta um rato que, assim como o espectador, não consegue tirar seus olhos do vermelho que se destaca no meio de um emaranhado de tons verdes e marrons.
Big Quote Right.png
— Comentário sobre a ilustração

Curiosidades

  • A palavra original polonesa usada por Andrzej Sapkowski é krabopająk, que significa literalmente "aranha-caranguejo", de forma que esta foi a tradução adotada por Olga Bagińska-Shinzato na adaptação do livro Batismo de Fogo para a língua portuguesa.
    • Apesar de parecer, o nome não se refere à tarântula do mundo real, que também se chama caranguejeira. No entanto, esta relação provavelmente foi o que motivou a adoção do nome "tarântulo" na tradução do livro anterior, Tempo do Desprezo, por Tomasz Barcinski.
    • O termo "aracna" é uma tradução direta do nome inglês arachas encontrado nos jogos eletrônicos da franquia da CD Projekt.
Advertisement