FANDOM


O Demônio do Poço é uma aparecição que assombrava a vila Pomar Branco em The Witcher 3: Wild Hunt. No quadro de aviso há um anúncio escrito pelo camponês Odalan solicitando que alguém eliminasse o monstro que estava assombrando a área ao redor do velho poço.

Entrada no Bestiário

Usa um vestido sujo, todo em trapos, com a pele descolando dos ossos. E uiva... como se estivesse sofrendo.
– Odolan de Pomar Branco
Os habitantes de Pomar Branco sofreram mais infortúnios do que o merecido. Os exércitos que passaram por lá pisotearam as plantações da primavera, um grifo sequestrava os animais que criavam, e - a cereja podre desse bolo de sofrimento - uma aparição diurna assombrava o poço próximo. Não é de se admirar que os habitantes locais chamassem esse último monstro de "demônio". O bruxo sentiu que algo a prendia ao lugar e que, para mandá-la para os mundos etéreos, ele precisaria descobrir o seu segredo primeiro.
Feito isso, ele teria que se preparar para uma luta, pois uma aparição diurna é um oponente exigente. Ela desorienta a sua vítima cegando-a e criando outras imagens suas. Essas cópias drenam a energia vital da vítima enquanto a sua criadora permanece intocável. Para derrotá-la, o bruxo não pode usar apenas a sua espada de prata. O Sinal Yrden também é necessário para prendê-la e forçá-la a assumir uma forma corpórea.
Os bruxos não costumam sentir muito pelos monstros que matam. Eles detestam os que são especialmente cruéis, sentem repulsa pelos repulsivos, mas raros são os monstros com os quais conseguem simpatizar. Porém, esse foi exatamente o caso de Geralt e a aparição diurna de Pomar Branco. Por muito tempo, ele foi assolado pela lembrança de uma jovem cuja morte horrenda e emoções fortes a transformaram naquele monstro terrível.

Vídeo

The Witcher 3 - Contrato de Bruxo- O Demônio do Poço

The Witcher 3 - Contrato de Bruxo- O Demônio do Poço

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.