Wiki The Witcher
Advertisement

Uma vampiresca estrige é nascida quando se deita uma maldição a uma mulher, e à lua cheia ela se ergue da cripta para matar homens sem cerimônia qualquer.

Livros de Andrzej Sapkowski

Carregada de ódio para com todos os seres vivos, essa besta sanguinária sai de sua toca durante o plenilúnio para caçar qualquer desafortunado que se encontre nas proximidades e luta com força e agilidade sobrenaturais.

Embora seja capaz de matar num piscar de olhos, a estrige, assim como a maioria dos monstros amaldiçoados ou enfeitiçados, tem bastante dificuldade para lidar com armas e ferramentas feitas de prata, fazendo dessa a sua maior fraqueza.

Aparência

Sua forma é robusta e bestial, com olhos vermelhos, cabeça desproporcionalmente grande, pescoço curto e uma cabeleira desgrenhada. Em sua bocarra, exibe dentes afiados como lâminas com quatro caninos longos na parte superior; dois em cada lado. Seus braços são compridos e suas mãos portam garras mais afiadas que as de um lince, porém menos recurvadas.

Big Quote Left.png
– A princesa tem o aspecto de uma estrige! – A mais estrigenta das estriges de que ouvi falar! Sua Alteza Real, a maldita filha bastarda do rei, mede quatro côvados, lembra uma barrica de cerveja, tem uma bocarra que vai de orelha a orelha e é cheia de dentes afiados como estiletes, olhos vermelhos e cabelos ruivos! Seus braços, tão compridos que chegam até o chão, são providos de garras como as de um lince!
Big Quote Right.png
Velerad sobre Adda, em "O Bruxo"

Maldição

Para acabar com a maldição da estrige, dizem que é preciso impedi-la de retornar ao seu sarcófago até o terceiro canto do galo ao amanhecer. Assim, ela seria curada e se tornaria uma menina comum, em aparência pelo menos, já que sua mente ainda ficaria perturbada por um tempo.

Mesmo após desfeita a maldição, é preciso cuidar para que o mal não se manifeste novamente na vítima recuperada, o que faria com que ela retomasse a natureza cruel e obtusa do monstro. Além disso, supostamente ainda existe a possibilidade de uma nova transformação caso a vítima faleça depois de dias desmaiada. Para isso, bruxos indicam o uso de amuletos e rituais destinados a afastar a maldição.

A Estrige em O Último Desejo

RTVMDK1.jpg

Em Wyzim, Geralt aceita um contrato para lidar com Adda, filha bastarda do Rei Foltest que já nasceu amaldiçoada como uma estrige horripilante e vinha assombrando a população há anos com suas caçadas em noites de lua cheia. Muitos já haviam tentado desenfeitiçar ou matar a princesa monstruosa, mas todos falharam.

Geralt, então, vai até o castelo para cumprir seu contrato e passar a noite com o monstro até o sol aparecer. Antes disso, no entanto, ele descobre que a maldição muito provavelmente teria sido culpa do magnata Ostrit, e usa ele como isca para distrair a criatura e ganhar tempo. Quando o bruxo finalmente confronta a fera, ela se prova um inimigo muito perigoso e mortal.

Com muita dificuldade, o bruxo tem um longo combate com a estrige. Ganhando vantagem apenas graças aos seus aparatos feitos de pura prata. No final das contas, Geralt consegue se trancar dentro do sarcófago do monstro e levanta ao amanhecer para encontrar a jovem princesa sendo desenfeitiçada. No entanto, o efeito da maldição demora a passar e Adda consegue golpear brutalmente o pescoço do bruxo com suas garras antes de finalmente voltar ao normal.

Big Quote Left.png
Do outro lado do lago de Wyzim, um galo, eriçando as penas na fresca umidade, cantou pela terceira vez.
Big Quote Right.png
Os detalhes importantes da trama terminam aqui.

Jogo de Imaginação


StrzygaGW.jpg

Estrige

Esse monstro morto-vivo e resistente a ferro é a prova do quão poderosos podem ser o ódio e o desespero, pois isso é o que nasce deles. Quando alguém, movido por esses sentimentos, amaldiçoa um ser vivo, ainda que seja um bebê no ventre da mãe, a pessoa alvejada pela maldição absorve o mal lançado a ela, sendo distorcida e transformada, normalmente de uma forma irreversível. A vítima sofre uma letargia profunda que pode ser confundida com a morte, e quando é posta em seu túmulo, adormece durante sete anos enquanto se transforma lentamente em uma besta horrenda.

A estrige costuma manter a altura e, por assim dizer, a forma que tinha em vida, mas com a adição de algumas características especiais. Seu corpo é coberto de escamas reptilianas, exceto a cabeça, na qual cresce uma cabeleira exuberante. A boca se transforma em uma bocarra enorme cheia de dentes afiados, com caninos superiores muito longos, dois de cada lado. Os olhos ficam grandes e vermelhos, brilhando no escuro. As mãos se transformam em garras com unhas longas e aguçadas. Com essas patas ferozes, o monstro agarra a sua presa e então a abocanha com seus dentes. Ele come apenas carne humana, e seus lanches preferidos são o coração e o fígado.

A estrige não ataca durante o dia, ela adormece em seu esconderijo que na maioria das vezes é um túmulo. O que não significa que ela fique completamente vulnerável nessas horas. Ela não é ferida pela luz do sol e pode se levantar facilmente para lutar quando for ameaçada. Ela só caça na lua cheia, quando está com fome. No entanto, existem estriges que gostam tanto de caçar que saem do abrigo todas as noites, mas tentam não se afastar muito dele quando a lua não está brilhando.

Raramente se pode desenfeitiçar uma pessoa transformada em estrige, e essa tarefa é bem mais complicada do que matar o monstro. Pois seria necessário que alguém passasse de uma a três noites consecutivas com a criatura sem matá-la e cada vez que o galo cantasse pela terceira vez ela estivesse fora de seu abrigo.

A estrige desenfeitiçada retorna à sua forma humana original, mas apenas com seu corpo envelhecido após seu tempo como monstro, pois sua mente continua a mesma que era antes da maldição. Por exemplo, uma pessoa que foi amaldiçoada no ventre da mãe e desenfeitiçada depois de catorze anos vai ter o corpo de uma adolescente, mas a mente de um bebê.

Wiedźmin

Ao contrário de muitas outras representações da série polonesa, o visual da estrige e a história do conto O Bruxo são interpretados sem muita alteração. Ela aparece no oitavo episódio "Rozdroże" ("Encruzilhada").

Histórias em quadrinhos

Geralt A Maldição dos Corvos
A luta entre Geralt e a estrige foi representada na adaptação em quadrinhos de Polch e Maciej Parowski sobre o conto O Bruxo. Foi apresentada no gibi A Maldição dos Corvos, de Paul Tobin, uma luta de Ciri contra uma estrige.

The Witcher 1

A estrige é um dos mortos-vivos mais perigosos e aterrorizantes que um bruxo pode enfrentar. A origem das estriges ainda é um mistério, embora se saiba tratar de algum tipo de maldição poderosa que transforma mulheres mortas em monstros. Algumas pessoas ainda costumam dizer que mulheres cruéis e malvadas como bruxas e assassinas têm uma chance de se tornarem estriges.

Entrada no Bestiário

"De onde elas vêm? Feitiços, magia?

"Eu não tenho ideia, senhor. Os Sábios pesquisam esses fenômenos. Para nós, bruxos, basta saber que podem ser criadas pela força de vontade. Também gostamos de saber como combatê-las."

"E matá-las?"

"Na maioria das vezes, sim. É para isso que normalmente somos pagos. Poucos querem o feitiço desfeito. As pessoas geralmente só querem ser protegidas. Se o monstro matou pessoas, vingança pode ser outro motivo."

Localização

  • Cripta da estrige

Fontes

  • Curses and the Cursed "Maldições e Amaldiçoados"
  • Velerad

Curiosidades

  • A estrige é o primeiro monstro a aparecer no jogo, fazendo parte da sequência cinematográfica de abertura que retrata a história da noite em que Geralt curou a maldição de Adda.

Galeria

Monsterbook

A desenvolvedora CD Projekt descreve a estrige no livro Monsterbook, que foi incluso na Edição de Colecionador do jogo The Witcher 1 para Polônia, Hungria e República Tcheca:

Geralt de Rívia fez sua primeira aparição em uma história intitulada simplesmente "O Bruxo". Sua tarefa ali era acabar com a maldição que assolava a princesa Adda, que nasceu uma estrige. Esta história aparentemente simples de um contrato para um matador de monstros profissional provou ser um conto fascinante sobre ciúme e ódio. Não é à toa que a estreia literária de Geralt serviu de base para a cinemática que abre o jogo.
A estrige também tinha que aparecer dentro do jogo. As ideias iniciais eram que ela resultaria de experimentos dos Salamandras, mas no final decidimos que seria mais uma vez Adda, possuída pela volta da maldição.
StriegeConcept.jpg
Nossa representação da estrige segue fielmente a descrição literária. Um monstro imundo e musculoso, a princesa amaldiçoada corre em quatro patas. Sua bocarra se estende de orelha a orelha, e seus dedos terminam em garras capazes de rasgar um homem em pedaços. Seus seios e cabelos ruivos são os únicos vestígios de que a estrige é, na verdade, uma jovem menina possuída por uma maldição maligna.
Na cinemática de abertura do jogo, a estrige é mortal, agressiva e carregada de ódio. A certa altura, a fera começa a ter medo de Geralt e por um momento se comporta como uma menina assustada. Apresentar a tempestade de emoções com a qual a criatura luta teria sido impossível sem uma ampla gama de animações e expressões faciais.

The Witcher: Monster Slayer

Neste jogo móvel, as estriges são monstros raros e difíceis de se combater.

"Presas de estrige cortadas ou quebradas voltam a crescer em menos de quarenta e oito horas."

Ocorrências:

Não há dados precisos sobre ocorrências.
Atividade noturna.

"Estriges são conhecidas por seus hábitos noturnos, como também por uma atividade intensificada durante a lua cheia."
— Anotações de Vesemir

Troféu:

Twms trophy striga.png

Desenvolvimento:

The Witcher (Netflix)

Bestiário

Big Quote Left.png
Criaturas amaldiçoadas que rasgaram o útero materno para nascer, as estriges matam quase tudo que encontram pela frente...
Big Quote Right.png
— Bestiário de Oxenfurt

Extremamente indócil, essa criatura fêmea nutre um ódio intenso por quase tudo que é vivo. Reza a lenda que as estriges só caçam na lua cheia, mas quando acontece, elas estão cegas de ódio e atacam sem dó. Elas são particularmente criteriosas na dieta, usando suas garras longas e afiadas para ferir ou matar a presa, mas nunca a devora por inteiro. Por serem seletivas, só degustam os órgãos que desejam comer no momento. A história mais famosa de estrige é da princesa Adelaide da Teméria.

Aparições

  • Temporada 1 Episódio 3 "Lua da traição"

A Maldição da Estrige

Em suas viagens, Geralt conhece Triss Merigold. Ela tem uma tarefa para o bruxo: encontrar e salvar a criatura que está atormentando Teméria.

O monstro já tinha feito vítimas em todo o reino, mas o rei Foltest se recusava a tomar uma providência. Desconfiado sobre as verdadeiras forças por trás desses ataques, Geralt começou a investigar. Na cripta do castelo, ele encontrou os restos mortais de outro bruxo, Remus, e deduziu que a única criatura capaz de fazer aquilo era uma estrige.

Princesa Adda

A suspeita de Geralt sobre o rei e sua irmã se provaram verdadeiras. Foltest teve mesmo uma relação incestuosa com a irmã, e a criança que morreu no ventre da mãe veio ao mundo na forma de estrige. A criança foi amaldiçoada pelo lorde Ostrit, um dos homens da guarda do rei que era apaixonado pela princesa Adda. Para atrair a estrige, Geralt usou o lorde Ostrit como isca e a libertou da maldição. Com sua natureza monstruosa, a estrige deixou uma recordação em Geralt: um corte profundo em seu pescoço.

Parecer médico — Teméria.
As vítimas apresentavam enormes feridas. A grande perda de sangue com certeza foi a causa da morte instantânea. Diversas vítimas estavam cobertas por algo que parecia saliva — eu já vi bêbados imundos que fediam menos…
Os detalhes importantes da trama terminam aqui.
Advertisement