FANDOM


Núbilos (Nevolosos em The Witcher 3: Wild Hunt), são seres mágicos que aparentemente chegaram durante a Conjunção das Esferas. Eles tendem a ser encontrados principalmente em pântanos, florestas, ou nas montanhas. Eles são capazes de atrair as suas presas em armadilhas usando magia. Eles têm olhos brilhantes e bocas, ouvidos aguçados e dedos pontiagudos. Se alimentam dos corpos de suas vítimas.

Andrzej Sapkowski

Big Quote Left
Visitava cidades e fortalezas, buscava proclamações afixadas em postes nos cruzamentos das estradas, procurava anúncios: “Precisa-se urgentemente de um bruxo.” Além disso, era muito comum encontrar um local sagrado, uma masmorra, uma necrópole ou ruína, um barranco numa floresta ou uma gruta nas montanhas com muitos ossos e fedor de carcaça. E também havia seres que viviam exclusivamente para matar, por fome, por prazer, por causa de um desejo doentio de alguém ou por outros motivos: manticoras, serpes, núbilos, zygopteras, quimeras, leshys, vampiros, ghouls, lobisomens, escorpiões gigantes, estriges, tragarças, quiquimoras, wippers. Aí eu os enfrentava com golpes de espada e, depois, via medo e nojo nos olhos dos que me pagavam por tais serviços.
Big Quote Right
— Trecho de O Último Desejo
Big Quote Left
Ficou deitado imóvel por bastante tempo, repassando o sonho na memória. Em seguida, levantou-se. Tirou debaixo do travesseiro o saquinho de couro com moedas e contou-as: cento e cinquenta pela manticora do dia anterior, cinquenta pelo núbilo que matara a pedido do prefeito de um vilarejo próximo de Carreras e cinquenta pelo lobisomem que os camponeses de Burdorff lhe mostraram.
Big Quote Right
Tempo do Desprezo

The Witcher 3: Wild Hunt - Bestiário

Nevolosos podem aparecer onde houver neblina intensa: pântanos, passagens nas montanhas e às margens de rios e lagos. Se não houver neblina, eles podem criá-la ou invocá-la. Quando o ar fica pesado rapidamente e não há vento, um nevoloso pode estar presente e preparando o seu ataque.

Nuvens espessas de nevoeiro não só permitem aos nevolosos que não sejam detectados, mas também servem como armas. Ao manipular a neblina, eles podem separar viajantes uns dos outros, ocultar caminhos e abafar sons. Os seus corpos emitem uma luz pálida, como os pirilampos espectrais, que eles usam para atrair aqueles perdidos na névoa em direção às ravinas, pântanos ou cavernas, nas quais têm os seus covis.

Mesmo se um viajante os vir e conseguir atacar, o nevoloso pode desfazer-se no ar antes que a espada o acerte. Acredita-se que alguns nevolosos também possuam a habilidade de criar ilusões complexas, comparáveis às de magos humanos. Ninguém sabe afirmar se isso é verdade ou parte de meras lendas sombrias sobre esses monstros misteriosos.

Big Quote Left
Se a noite cair e você estiver em um pântano, fique alerta e espere pelo amanhecer, mesmo que isso signifique ficar mergulhado na água, com sanguessugas nas suas calças.Mais importante do que isso, se você vir uma luz na neblina,nunca, nunca mesmo vá em direção a ela.
Big Quote Right
— Johannes Strudd, guia

A neblina é o inimigo do viajante. Na floresta, ela pode fazer você se perder. No mar. ela pode te jogar sobre pedras. Porém, esses perigos não se comparam aos monstros conhecidos como nevolosos que. às vezes, vivem nela. Essas criaturas têm braços poderosos e garras, como kinjais zerrikanas, mas o que as torna realmente perigosas é a sua maestria em ilusão, mentira e desorientação. Em várias ocasiões, não precisam nem atacar. Em vez disso, apenas levam a sua presa à loucura. ou para terrenos pantanosos, e esperam que se afoguem.

Táticas de Combate

Ao lutar contra nevolosos, um bruxo deve manter a calma e permanecer alerta custe o que custar. Como nevolosos podem assumir uma forma não material, qualquer mudança leve no ar ou farfalhar da grama pode ser a pista que um bruxo precisa sobre a sua localização. Lançar o Sinal Aard nessas criaturas fará com que elas se tornem tangíveis, possibilitando o uso de espadas e outras armas.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.