FANDOM



O assalto ao castelo Stygga foi um evento sem precedentes durante a segunda guerra com Nilfgaard. Foi durante essa batalha que Vilgefortz foi finalmente derrotado e morto. Houve, na verdade, dois assaltos: Um por Geralt de Rivia e sua companhia, que foi iniciado para libertar Ciri e Yennefer, e o outro assalto que foi realizado pelo Império Nilfgaardiano, liderado pelo próprio Imperador.

Sequência de eventos

Dupla traição de Vilgefortz

Vilgefortz havia originalmente lutado como parte do grupo de 22 magos que venceram a Batalha do Monte Sodden pelo Norte. Seus talentos também o levaram ao cargo de presidente da Irmandade dos Feiticeiros, logo o representante de um proeminente grupo anti-Nilfgaardiano. O que poucos sabiam, contudo, era o fato que Vilgefortz era um traidor. Ele havia mantido relações amigáveis com o Imperador Emhyr var Emreis.

Sob o comando do imperador, Vilgefortz e seu fiel servo Rience foram mandados para procurar o sangue de Lara Dorren, a filha de Emhyr - Ciri, quem ele havia sido forçado a abandonar quando seus planos de levá-la a Nilfgaard foram frustrados por sua então esposa. Isso então levou ambos à Ilha de Thanedd, ao congresso de magos que aconteceria ali. O imperador também havia enviado um batalhão de elfos comandado por Isengrim Faoiltiarna e o jovem conde nilfgaardiano Cahir aep Ceallach para capturar Ciri.

Durante o caos do evento, a dupla traição de Vilgefortz foi revelada. Os elfos e Cahir falharam em capturar Ciri para o imperador, mas o mago decidiu pegá-la para seus próprios doentes e ambiciosos planos. Foi apenas graças à intervenção de Geralt que Ciri conseguiu escapar através do portal na Torre da Gaivota. Enquanto Ciri fugia, Geralt foi gravemente ferido por Vilgefortz.

Após o congresso de Thanedd

O congresso teve grande repercussão por todo lugar. Vilgefortz era procurado não só por sua primeira traição - por Sigismund Dijkstra, Philippa Eilhart e o Serviço Secreto Redaniano pelo Norte, mas também por sua segunda traição - por Vattier de Rideaux, chefe da Inteligência Nilfgaardiana por Emhyr var Emreis. Vilgefortz foi forçado a se esconder, sendo procurado por todos. E teve que confiar em seus subordinados, Rience e Schirrú para fazer qualquer coisa.

Inicialmente astrólogos redanianos conseguiram localizar onde ele estava se escondendo e Dijkstra partiu para encontrar o mago, apenas para descobrir o local vazio. Vilgefortz havia movido sua base de operações para Stygga.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.