FANDOM


Raffard, o Branco, um legendário feiticeiro, existiu antes mesmo da existência do Capítulo dos Feiticeiros. Sua interferência durante a Guerra dos Seis anos trouxe paz aos Quatro Reinos do norte. Raffard poderia ter reinado, mas ele recusou a coroa e aceitou apenas o cargo de conselheiro. Mas o feiticeiro acabou de fato reinando.

Durante a convocação do primeiro Capítulo e da decretação das Leias, um momento histórico, Raffard morreu em batalha, pois fazia parte da parcela que não quis reconhecer o Capítulo e muito menos se submeter às Leis.

Livros de Andrzej Sapkowski

Big Quote Left
– Vamos – concordou o bruxo. – Qual é o acontecimento representado nessa tela? Ah, já sei. É quando Raffard, o Branco, promove a paz entre os reis, acabando com a Guerra dos Seis Anos. É o momento no qual Raffard recusa a coroa. Um gesto lindo e nobre.
– É o que você acha? – indagou Vilgeforz. – De todo modo, foi um gesto que estabeleceu um precedente. Raffard acabou aceitando o posto de conselheiro-mor e passou a reinar de fato, porque o rei era um imbecil.
Big Quote Right
Tempo do Desprezo
Big Quote Left
- (...) Para ser totalmente sincero, aqui também deveria figurar uma cena de batalha, pois o que se seguiu foi uma guerra encarniçada em que foram eliminados todos aqueles que não quiseram reconhecer o Capítulo nem se submeter às Leis, entre eles o próprio Raffard, o Branco. Só que os tratados históricos não abordam esse ponto para não prejudicar sua bela lenda.
Big Quote Right
Tempo do Desprezo
Big Quote Left
– A Redânia já não tem um rei há muito tempo – retrucou Tissaia de Vries. – Na Redânia reinava a mui distinta Filippa Eilhart, digna sucessora de Raffard, o Branco, disposta a sacrificar dezenas de milhares de vidas em nome do poder absoluto
Big Quote Right
Tempo do Desprezo
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.