FANDOM


Tomira foi herbalista local em Pomar Branco em 1272.

The Witcher 3: Wild Hunt

Biografia

Quando Tomira tinha 18 anos, ela foi aceita pela Mãe Nenneke para se tornar uma curandeira. No entanto, havia um menino chamado Goslav que todas as noviças não conseguiam tirar os olhos dele, incluindo Tomira. Foi por causa dele que ela saiu do templo para passar o verão junto. Até Goslav partir. Quando Tomira tentou retornar ao templo Nenneke a recusou. Seus pais não disseram uma palavra, lhe deram uma capa de viagem e uma pequena bolsa de moedas.

Foi difícil encontrar um lugar onde ela se sentisse segura, necessária... até que finalmente cheguou ao Pomar Branco. Mais tarde, Tomira fez amizade Claer, uma camponesa que morreu prematuramente.

Em 1272, durante a invasão Nilfgaardiana, Pomar Branco teve problemas com ataques a humanos de um Grifo nas estradas. Uma de suas vítimas, Lena, foi gravemente ferida e levada à cabana da herbalista. Infelizmente, Tomira não pôde fazer muito por Lena além de dar a ela o mínimo conforto possível até que sucumbisse aos seus ferimentos.

Se Geralt ajudar Lena:

Tomira agradece ao bruxo por se importar e em agradecimento lhe presenteia. Mais tarde, se o bruxo retornar e pergunta por Lena, ela explica que um soldado Nilfgaardiano aparece e a levou, mas ela não sabe para onde e nem por quê.

Se Nilfgaard ganhar a Guerra:

Tomira vive seus dias em Pomar Branco, feliz por suprir os aldeões com suas ervas sob o reinado de Nilfgaard.

Se Redânia ganhar a Guerra:

Radowid caça e executa todos os magos, herbalista e alquimistas. Quando Geralt retorna a Pomar Branco, ele encontra a cabana de Tomira em chamas e ela amarrada a uma estaca, preparada para ser executada por um grupo de caçadores de bruxas. Ele salva Tomira e ela fuge para longe.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.