FANDOM


Vizimir II de Novigrad, conhecido também como O Justo, foi rei da Redânia, marido de Hedwig de Malleore e pai de três filhos, Dalka, Radowid V e Milena[1].

Ele era filho do rei Heriberto e de Diana de Saint-Villiers[2].

Biografia

Vizimir travou guerra com Foltest por conta da administração de taxas alfandegárias e leis comerciais entre seus reinos. Havia problema também quanto ao deslocamentos de traços fronteiriços. Eles não se davam bem. Vizimir chegou a oferecer a mão de sua filha para Foltest, mas o rei da Teméria recusou. Em Vizima, na Teméria, haviam pessoas que acreditavam em Vizimir como um rei libertador e melhor do que Foltest, detalhe que alimentava a disputa entre os dois.

Vizimir tinha alguns aliados de confiança como o espião e chefe do serviço secreto da Redânia Sigismund Dijkstra e a feiticeira conselheira Filippa Eilhart.

Na época em que se começava a iniciar uma guerra dos Reinos do Norte contra Nilfgaard, Vizimir se reuniu em Hagge com outros monarcas. Meve, rainha de Lyria e Rívia; Demawend, rei de Aedirn; Foltest, rei de Teméria, Pontar, Mahakam e Sodden, protetor de Brugge; Henselt, rei de Kaedwen. Essa reunião foi organizada por Demawend. Foi uma das raras vezes em que Vizimir e Foltest estavam do mesmo lado.

Em sua participação na reunião, Vizimir alertava para que os reis nortenhos não cometessem nenhum erro. Ele referia esse discurso a uma provável invasão nilfgaardiana nas terras do norte. Para Vizimir, os reinados do norte não poderiam cometer o mesmo erro que cometeram os elfos quando os humanos chegaram ao continente. Os elfos acharam que os humanos não iriam invadir mais suas terras e iriam se conter no limite estipulado para eles. Porém não foi assim. Os humanos continuaram avançando e massacrando os elfos, até o mundo ser desenhado como um lugar onde os seres da raça antiga são uma minoria que vive escondida temendo a morte. Nesse caso, a analogia era feita com as tropas de Nilfgaard que estavam paradas às margens do rio Jaruga. Para Vizimir, os reinados do norte deveriam agir e não esperar, como os elfos fizeram.

Junto de Meve, Vizimir acreditou que o tempo corria a favor de Nilfgaard naquela época, pois eles poderiam ficar plantados nas margens do rio o quanto quisessem e os reinos do norte que deveriam se preocupar com as invasões e rebeliões de Scoia'tael que causavam uma guerra interna em seus reinados. Com medo de que Emhyr encontrasse e se casasse com Ciri, Vizimir defendia a ideia de que o certo a se fazer era encontrar a menina e matá-la por Razões de Estado. Assim, Nilfgaard não teria direitos sobre Cintra. Para ele, estava fora de cogitação casar Ciri com algum aliado do norte, porque haveria o risco de insubordinação dos cintrenses que prezavam por uma Cintra livre e independente.

Vizimir II foi morto durante os princípios da guerra. Um elfo que o apunhalou. A Redânia não tinha mais um rei. Quem assumiu o governo foi a rainha Hedwig, sua esposa. O pequeno Radowid ainda era muito novo para governar e o país estava sendo assolado por todo tipo de desordem. Apesar de Hedwig ter assumido o poder, a forte influência de Dijkstra fazia com que ele fosse o maior responsável pelo governo. Era como se fosse um rei não oficial.
Os detalhes importantes da trama terminam aqui.

Notas e Referencias

  1. Informações retirada do antigo site de Andrzej Sapkowski: Dinastia Redaniana.
  2. Informações retirada do antigo site de Andrzej Sapkowski: Dinastia Redaniana.
Monarcas Redânios
historical Redanian coat of arms

COA Redania

SambukAbrad o Velho CarvalhoRadowid o GrandeDambor o NegroVestibor o OrgulhosoRadowid II o MarinheiroRadowid III o RuivoVridank o ElfoVizimir I o VelhoRadowid IV o CalvoHeribertoVizimir II o JustoRadowid V o Severo
Rainhas
Maria Pulcheria de TemériaCaitlyn de KaedwenCirra de CintraViviana de LyriaCerroRamona ThyssenFiametta de CidarisDiana de Saint-VilliersHedwig de MalleoreAdda, a Branca
Outros membros da familia real Redaniana
FalkaRiannonDalimiraMilena
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.