Wiki The Witcher
Advertisement

Big Quote Left.png
Quando eu criei Yennefer, eu queria que Geralt se desenvolvesse completamente, mas então eu decidi complicar as coisas. Eu criei uma personagem feminina que se nega a fazer parte do estereótipo da fantasia. Para o prazer do leitor.
Big Quote Right.png
Andrzej Sapkowski

Yennefer de Vengerberg, nascida na capital de Aedirn durante o Belleteyn de 1173, é uma poderosa feiticeira e o grande amor do bruxo Geralt de Rívia, além de uma figura materna para Ciri e uma amiga próxima de Triss Merigold.

Grã-mestra de Magia, Yennefer era famosa e muito respeitada, sendo a mais jovem membra do Conselho Supremo. Ex-combatente de guerra, ela perdera a visão durante a 2ª Batalha por Sodden, que por fim foi recuperada através de magia. Diferente das outras magas, Yennefer não era membra de nenhum conselho real – como sua amiga Triss Merigold a serviço do rei Foltest. Às vezes, quando solicitado e por morar na capital de Aedirn, Yennefer colaborava com o rei Demawend.

Ela era uma mulher atraente e sua aparência era de uma jovem de 20 anos, embora fosse muito mais velha. Nos eventos de A Torre da Andorinha, ela revela ter 94 anos. Isto foi possível graças à substância extraída da raiz de mandrágora com o elixir impedindo o envelhecimento.

De seu pescoço pendia, numa fita de veludo, uma estrela de obsidiana com diamantes ativos incrustados. Conhecida por sempre usar preto e branco, seus volumosos cachos negros e olhar violeta eram tão marcantes quanto seu perfume lilás e groselha. Ela aparece pela primeira vez no conto O Último Desejo, do primeiro livro da série, aparecendo mais tarde nos contos O Limite do Possível, Um Fragmento de Gelo e Algo Mais, além do conto não-canônico Algo Termina, Algo Começa e todos os outros livros da Saga do Bruxo Geralt de Rívia.

Em sua infância, Yennefer sofrera tortura psicológica e agressões físicas de seus pais. Seu pai também a rejeitava por ser uma quarto-elfa – sua mãe era meio-elfa. Tais acontecimentos a levaram a tentar suicídio, cortando profundamente seu pulso e chegando a lesionar seus tendões após sua admissão na Academia de Magia em Aretuza. Graças a sua tutora Tissaia de Vries, Yennefer pôde recuperar os movimentos das mãos e ter sua deformidade corcova corrigida.

Apesar de sua história traumática envolver rejeição, Yennefer nunca abandonou o intenso desejo de ser mãe. Entretanto, ela nunca fora capaz de gerar filhos, pois seus ovários eram atrofiados e insuficientemente desenvolvidos. A propósito, a feiticeira podia ganhar uma soma elevada de dinheiro eliminando um bebê indesejado ou cobrando por um tratamento de fertilidade, porém, não era capaz de curar a si mesma.

A pedido de Geralt, Yennefer se tornou tutora de Ciri no intuito ensiná-la sobre magia para controlar seus poderes durante sua estada no templo de Melitele, em Ellander. Com a convivência, uma forte ligação entre as duas se fez e Yennefer passou a considerar Ciri como sua protegida e filha. Ciri também partilhava do sentimento e por diversas vezes chamou a feiticeira de "mãe".

Livros de Andrzej Sapkowski

Yennefer por JustAnor

Big Quote Left.png
O bruxo continuou a observá-la. Tinha o corpo de uma jovem de vinte anos, embora ele preferisse não tentar adivinhar sua verdadeira idade. Movia-se com graça natural. Não, não era possível adivinhar como ela fora antes, o que nela fora corrigido. Parou de pensar nisso; não fazia o menor sentido.
Big Quote Right.png
O Último Desejo
"E, repentinamente, ele [Geralt] se deu conta da verdade. Sabia. Sabia quem ela fora. Sabia o que ela se lembrava. Do que não conseguia se esquecer e com o que convivia. Sabia quem ela fora antes de ser tornar uma feiticeira. Por que o observavam frios, penetrantes, maus e inteligentes olhos de uma corcunda."
O Último Desejo Andrzej Sapkowski
"Como ela é deslumbrante!’, pensou. Tudo nela é lindo… e ameaçador. As cores que usa; o contraste entre a brancura e a negritude… beleza e ameaça. As mechas aneladas, negras como as asas de um corvo e tão naturais. As maçãs do rosto proeminentes, acentuadas por uma ruga que, nos momentos em que ela considerava apropriado sorrir, aparecia junto de seus lábios, maravilhosamente finos. As sobrancelhas, maravilhosamente irregulares sem a maquiagem com a qual ela as retocava durante o dia. O nariz, maravilhosamente comprido. As delicadas mãozinhas, maravilhosamente nervosas, agitadas e hábeis. A cintura fina e flexível, realçada por um cinto apertado ao extremo. As pernas esbeltas, que, ao andar, faziam ondular sua saia negra, dando-lhe uma forma ovalada. Linda."
Um Fragmento de Gelo Andrzej Sapkowski
"Yennefer, como a maioria das feiticeiras, era estéril. Contudo, era uma das raras que sofriam muito com tal condição."
O Limite do Possível Andrzej Sapkowski
Big Quote Left.png
- (...) Yennefer, em razão de certas alterações às quais foi submetido seu organismo, não está em condições de cumprir sua vocação e sofre muito por causa disso.
Big Quote Right.png
A Espada do Destino
"Seu coração é como a joia que decora seu colo, duro como um diamante frio e insensível, mas afiado que obsidiana, capaz de ferir."
O Sangue dos Elfos Andrzej Sapkowski
"Ciri suspirou. Os olhos de Yennefer brilhavam como raios cor de violeta e seu rosto tinha uma beleza extraordinária. Resplandecente. Desafiadora. Ameaçadora. E inatural"
Tempo do Desprezo Andrzej Sapkowski
"Eu planejo atuar sozinha, usando meus métodos, e de forma ativa, Crach, ativa. Não costumo ficar sentada chorando e segurando a cabeça com as duas mãos. Eu ajo! "
A Torre da Andorinha Andrzej Sapkowski

Histórias em quadrinhos

Sua primeira aparição numa adaptação foi nos quadrinhos em 1994.

Wiedźmin (filme e série)

Grażyna Wolszczak como Yennefer

No filme e série de televisão poloneses, Yennefer é interpretada por Grażyna Wolszczak. Uma das principais diferenças entre a feiticeira da série e a dos livros é a ausência da cor violeta nos olhos e o fato de seu guarda-roupa branco e preto ser diluído a um tom bordô. Tirando isso, Yennefer, como de costume, é uma mulher que sofre de infertilidade, escondendo uma tempestade de emoções por trás da expressão externa mais fria.

Episódios:

The Witcher 1

Durante os eventos do jogo (ano 1273), Yennefer tem 100 anos. Embora ela nunca apareça, nem seja citada por nome, é mencionada indiretamente em diversas ocasiões.

  • Na Pousada da Periferia de Vizima, Geralt pode falar com um bardo, o qual conta a ele sobre Dandelion, e sobre as baladas da música do Lobo Branco de Dandelion. Entre eles, o conto de como "Geralt casou-se com uma feiticeira e eles viveram em algum lugar nas ilhas felizes".
  • No começo do Capítulo III, Triss diz a Geralt que "a última vez que ela se sentiu dessa maneira, Geralt e uma feiticeira estavam brincado com um gênio".
  • No Capítulo IV, o estalajadeiro de uma taverna em Águas Turvas conta uma história sobre Ciri, e quando está perto de acabar, ele diz que a feiticeira amava muito o bruxo e tentou revivê-lo, mas acabou morrendo no processo.
  • Se Geralt escolher Triss como a guardiã de Alvin Capítulo III, e se ele responder ao Rei Foltest que ele ama Triss quando questionado sobre o relacionamento deles, a atualização na missão Identidade diz, entre outras coisas: "Minha amnésia me previne de me lembrar nossa relação no passado, mas eu tenho a impressão que eu já amei uma feiticeira, profundamente..."
  • Na DLC "Side Effects" feita pela CD Projekt Red com parte de The Witcher: Enhanced Edition, Dandelion pergunta a Geralt durante a segunda conversa deles na prisão :" ...e quanto a você e Yennefer?" E Geralt diz a ele: " Eu não quero falar sobre isso."

The Witcher 2: Assassins of Kings

Yennefer aparece em uma lembrança

Quando Geralt reencontra os Rachadores de Crinfrid, eles comentam que tiveram a intenção de estuprar a feiticeira, mas não ele (durante os eventos de A Espada do Destino), e que não lembravam o nome dela direito, pensando ser algo como "Connifer".

Mais tarde, Letho diz a Geralt que Yennefer está viva, mas também perdeu a memória e está sob a supervisão do imperador Emhyr var Emreis de Nilfgaard. Além disso, se for salva, Sheala de Tancarville conta a Geralt onde procurar pela feiticeira.

The Witcher 3: Wild Hunt

Yennefer é uma das personagens principais do jogo e ajuda Geralt em sua busca por Ciri.

Registro no Diário

Tw3 journal yennefer.png
O bruxo encontrou a feiticeira de cabelos negros pela primeira vez uns bons vinte anos atrás. Sua amizade e os sentimentos entre eles nasceram de uma aventura em comum envolvendo um gênio e um desejo concedido a Geralt que entrelaçou seus destinos inexplicavelmente. No tempo desde então, o relacionamento deles foi, no entanto, bastante conturbado: cheio de altos e baixos, crises e separações. O amor de Geralt e Yennefer dá provas irrefutáveis da tese de que "opostos se atraem".
Poucos anos atrás, Geralt e Yennefer haviam, após uma longa separação cheia de aventuras para os dois, voltado a ficar juntos. Seu momento de repouso foi interrompido pela Caçada Selvagem, que levou Yennefer como prisioneira. O bruxo partiu imediatamente para salvá-la, mas perdeu sua memória ao fazer isso. Quando ele finalmente a recuperou, ele imediatamente voltou para sua missão de encontrar sua amada feiticeira.
As circunstâncias da reunião inicial de Geralt com Yennefer depois de dois anos foram bem diferentes do que ele havia imaginado. A feiticeira não estava apenas sã e salva, mas havia até conseguido o auxílio de um aliado inesperado e poderoso: o império de Nilfgaard.

Se Geralt fica com Yennefer em Skellige

Tumblr o2hv48asf21r3i2gwo1 1280.png
Um espesso ar de hostilidade reprimida reinou durante o tempo em que Geralt ficou com Yennefer em Skellige. Mais de uma vez, a feiticeira expressou nitidamente seu desprazer, sem poupar comentários, exatamente como durante os melhores anos de seu relacionamento. Porém, no final a paciência do bruxo foi recompensada e sua expedição para recuperar a máscara de Uroboros restabeleceu os laços entre os amantes novamente. O precipício que havia surgido entre eles durante a época separados parecia muito mais estreito.
Para obter as informações de que precisava, Yennefer não hesitou em recorrer à necromancia, e destruiu o jardim da deusa Freya ao fazê-lo. Se a orgulhosa feiticeira sentiu alguma culpa como resultado, então, como sempre, ela não demonstrou nenhum sinal disso.

Se Geralt decide ajudar Yennefer na missão O Último Desejo

A ideia de caçar outro gênio juntos de início não despertou o entusiasmo de Geralt, mas Yennefer tinha um motivo realmente válido para desejar isso. Se ela conseguisse forçar o gênio a reverter o desejo que a prendia ao bruxo, ela finalmente saberia se os sentimentos entre eles eram realmente amor ou simplesmente magia.

Se Geralt diz que ama Yennefer na missão O Último Desejo

Geralt yen the last wish quest.jpg
Yennefer.jpg
O gênio concedeu o pedido de Yennefer e rompeu o fio do destino que a prendia a Geralt. Por sorte, o amor deles continuou, sem a necessidade de assistência sobrenatural.
Apesar do caráter complicado da feiticeira ter tornado a vida de todos em Kaer Morhen miserável, no final foi sua determinação teimosa que levou ao fim do encantamento de Uma e à quebra da maldição de Avallac'h.
Yennefer sempre acreditou que alguns fins justificam meios não muito aceitáveis. E, quando ficou claro que o resgate de Ciri necessitaria da ajuda de Philippa Eilhart e das outras feiticeiras da detestada Estada, ela ignorou os seus ressentimentos e convenceu Emhyr a dar-lhes anistia.

Vídeos

The_Witcher-_Yennefer_nem_sempre_foi_bela!_-_O_passado_de_Yennefer_-História-

The Witcher- Yennefer nem sempre foi bela! - O passado de Yennefer -História-

Galeria

Advertisement